Aug 16, 2017

Indo para a Disney!

A postagem hoje vai ser uma mistura de guia para os parques temáticos em Orlando com dicas de inglês - principalmente em relação a vocabulário.

Bem, a primeira coisa quando se vai aos parques é pegar o mapa e já ir decidindo por onde começar. Para quem fica hospedado nos hotéis da Disney, pode-se agendar os fast passes (fast pass - um ingresso tipo fura fila) no próprio hotel. Para quem está em outros hotéis, o jeito é ir logo nas atrações mais concorridas e pegar o fast pass. No fast pass, aparece o horário em que você terá que estar lá na atração para entrar. 

Decidindo-se onde quer ir, o resto fica fácil. 

Então: mapa do parque = map 
Há mapas em vários idiomas. No próprio mapa está indicado quais atrações têm fast pass.

Parque temático = theme park
Disney´s theme parks = parques temáticos da Disney; Universal theme parks = parques temáticos da Universal.

Brinquedos = attractions. Não se usa "toys" para os brinquedos em parques temáticos. Veja exemplos de frases:

"Quero ir na montanha-russa do Hulk!" = I wanna go on Hulk´s roller coaster.
Notaram o "wanna" e o "on"? Wanna = want to (informal); e "on" é a preposição que se usa para montanhas-russas e atrações em geral. 

"Quero ir naquele brinquedo depois!" = I wanna go on that ride/attraction later. 
Brinquedo também pode ser "ride". Normalmente, uma "ride" é qualquer atração: as que têm carrinhos (cars; ride cars), as que são simuladores (simulators), etc.
"Já foi naquele brinquedo?" = Have you been on that ride/attraction
"Adorei o brinquedo dos Simpsons!" = I loved the Simpsons´ ride/attraction.

Flight of the Hippogriff, parque Harry Potter - arquivo meu
Falando em "ride", temos o "rider", que é você quando vai num brinquedo. Outra boa forma de ir mais rápido na fila é você entrar na fila de "single rider" (usuário sozinho). Nessa modalidade, você vai sozinho - quer dizer, sem as pessoas que foram com você. Se você está com uma família de 4 pessoas, você pode entrar na fila de "single rider" e vão te colocar junto com outras pessoas para lotar um carrinho da atração. Às vezes, o carrinho da atração é dividido em assentos (seats) para 3 pessoas, então, na sua família, alguém vai se sentar na outra fileira de assentos. Às vezes, o carrinho dá para 5 pessoas, então sua família vai e no lugar que sobra, entra um "single rider" para completar a lotação do carrinho. Mas, atenção, somente adultos e adolescentes podem ir no single rider. Não é aconselhável deixar uma criança menor ir sozinha, principalmente se ela não sabe inglês. Isso é porque as saídas das atrações são sempre em local diferente da entrada (normalmente elas saem numa lojinha) e a criança pode facilmente se perder. E, também, se a criança ficar assustada durante a atração, ela vai estar separada da família. 
Você normalmente vai ouvir a pergunta "how many in your party?" várias vezes. A pergunta quer dizer "quantas pessoas no seu grupo" (não tem nada a ver com festa = party, viu? Não cometa esta gafe!). Se sua família tem 4 pessoas, diga "four" - simples assim.

No mapa há indicações que quais atrações possuem single rider. 

Os parques são gigantescos, então são divididos em áreas. Na Universal, por exemplo, há a "Marvel area", "the Harry Potter area", etc. Na Disney, há divisões como "Frontierland", "Tomorrowland", etc. 

Outra palavrinha que você vai ver toda hora é "warning" (aviso), principalmente nas atrações mais radicais (extreme rides). No quadro de aviso (warning sign), há informações sobre quais pessoas não podem ir no brinquedo.

Outra dica para não perder tempo na fila: pais com crianças de colo podem se alternar para ir no brinquedo e não ter que pegar a fila toda de novo. É só procurar o aviso de "child swap" que há no mapa e nas atrações. Há uma pequena área reservada para os pais com a criança - mas você tem que comunicar ao funcionário do brinquedo que quer "child swap". 

Outras atrações:

fogos e luzes, Magic Kingdom - arquivo meu
fogos de artifício = fireworks (os do parque Magic Kingdom são maravilhosos - parece que agora há também show com drones, ao invés de fogos). Os do parque do Harry Potter são combinados com show de luzes (light show)

desfile = parade

encontro com personagens = character meeting; character sighting (o personagem vai passeando pelo parque e as pessoas podem vê-lo).

roda gigante = ferris wheel (se não me falha a memória, só há roda gigante na Disneylândia e não na Disneyworld).

casa mal-assombrada = haunted house

sing-along = teatrinho onde os personagens cantam junto com a plateia. Tem um sing-along do Frozen (também acho que é na Disneylândia, mas talvez também tenha na Disneyworld). Neste, há personagens vestidos de Elsa, Ana, etc.e há cenas do filme também. Na hora das músicas, os personagens ao vivo cantam com a plateia.

Acho que é isso tudo. Divirta-se! (Have fun!)


character meeting - arquivo meu


Ferris wheel, Disney´s California Adventure - arquivo meu

Jun 12, 2017

Shape of you

Todos devem conhecer a música Shape of You, do talentosíssimo Ed Sheeran, não? Shape of you significa "a sua forma, o seu corpo", mas você pode se perguntar, "por que não é ´your shape´? Bem, poderia ser. Uma outra forma de usar o possessivo (seu, teu, meu, etc.) é usando "of me; of you; of them, etc.). Veja alguns exemplos:


  1. I like being the boss of me. (Eu gosto de ser dona do meu próprio nariz; literalmente "eu gosto de ser meu próprio chefe"). Who´s the boss of you? (Quem manda em você?) Atenção: veja que se a pessoa estiver se referindo ao verdadeiro chefe, num emprego, deve-se usar Who is your boss?
  2. She´s just the ghost of her now, after so many years of suffering. (Ela é só uma sombra/um fantasma dela mesma, após tantos anos de sofrimento.)
  3. The scent of him still lingers in the house. (O perfume dele ainda perdura na casa.)
Como você pode ter notado, é um uso mais poético, digamos assim. Não fica natural usar esta construção para tudo. Por exemplo, seria estranho dizer "this is the car of me", em vez de "this is my car" (este é meu carro).

Então, whose shape are you in love with? (você está apaixonado pelo corpo/pela forma de quem?)


Apr 11, 2017

Menos inglês no português!

Quando me deparo com textos ou qualquer produção em português em que as pessoas usam palavras em inglês, sem necessidade, fico me perguntando se só eu me incomodo, se é a tendência de hoje ou se é apenas preguiça. Por exemplo: no programa MasterChef Brasil, as pessoas usam "bowl" o tempo todo. O que houve com a palavra "tigela"? Não existe mais em português? Há ainda o problema da pronúncia. As pessoas acabam falando "ball". É feio! E o que há de errado em falar "mirtilo" ao invés de "blueberry"?
Outro exemplo: em lojas de bijuteria, usa-se agora "choker" no lugar de "gargantilha", que, ao meu ver, é muito mais bonitinho do que "estrangulador", a tradução literal de "choker". Nem imagino como estão pronunciando "choker"! No mercado da moda, sei que é muito comum o uso (ou abuso?) de palavras inglesas, mas não vejo a menor necessidade de deixar "gargantilha" de lado.
Mais um exemplo: artigos sobre maquiagem em revistas femininas. É uma invasão de palavras que poderiam perfeitamente serem usadas em português. Pelo que sei, ainda existe "maquiagem". É melhor do que "make". Olha que feio: "sua make pode ficar bem bonita"; "aprenda truques para uma make perfeita"...Dói!
Se a tendência hoje é optar por usar a palavra em inglês porque não se sabe a palavra em português, o problema é sério. Se o motivo é apenas preguiça, é igualmente sério. Acredito que promover este tipo de tendência demonstra um desprezo pelo próprio idioma. Acho que vale o esforço de tentar frear isso.