Jun 12, 2017

Shape of you

Todos devem conhecer a música Shape of You, do talentosíssimo Ed Sheeran, não? Shape of you significa "a sua forma, o seu corpo", mas você pode se perguntar, "por que não é ´your shape´? Bem, poderia ser. Uma outra forma de usar o possessivo (seu, teu, meu, etc.) é usando "of me; of you; of them, etc.). Veja alguns exemplos:


  1. I like being the boss of me. (Eu gosto de ser dona do meu próprio nariz; literalmente "eu gosto de ser meu próprio chefe"). Who´s the boss of you? (Quem manda em você?) Atenção: veja que se a pessoa estiver se referindo ao verdadeiro chefe, num emprego, deve-se usar Who is your boss?
  2. She´s just the ghost of her now, after so many years of suffering. (Ela é só uma sombra/um fantasma dela mesma, após tantos anos de sofrimento.)
  3. The scent of him still lingers in the house. (O perfume dele ainda perdura na casa.)
Como você pode ter notado, é um uso mais poético, digamos assim. Não fica natural usar esta construção para tudo. Por exemplo, seria estranho dizer "this is the car of me", em vez de "this is my car" (este é meu carro).

Então, whose shape are you in love with? (você está apaixonado pelo corpo/pela forma de quem?)


Apr 11, 2017

Menos inglês no português!

Quando me deparo com textos ou qualquer produção em português em que as pessoas usam palavras em inglês, sem necessidade, fico me perguntando se só eu me incomodo, se é a tendência de hoje ou se é apenas preguiça. Por exemplo: no programa MasterChef Brasil, as pessoas usam "bowl" o tempo todo. O que houve com a palavra "tigela"? Não existe mais em português? Há ainda o problema da pronúncia. As pessoas acabam falando "ball". É feio! E o que há de errado em falar "mirtilo" ao invés de "blueberry"?
Outro exemplo: em lojas de bijuteria, usa-se agora "choker" no lugar de "gargantilha", que, ao meu ver, é muito mais bonitinho do que "estrangulador", a tradução literal de "choker". Nem imagino como estão pronunciando "choker"! No mercado da moda, sei que é muito comum o uso (ou abuso?) de palavras inglesas, mas não vejo a menor necessidade de deixar "gargantilha" de lado.
Mais um exemplo: artigos sobre maquiagem em revistas femininas. É uma invasão de palavras que poderiam perfeitamente serem usadas em português. Pelo que sei, ainda existe "maquiagem". É melhor do que "make". Olha que feio: "sua make pode ficar bem bonita"; "aprenda truques para uma make perfeita"...Dói!
Se a tendência hoje é optar por usar a palavra em inglês porque não se sabe a palavra em português, o problema é sério. Se o motivo é apenas preguiça, é igualmente sério. Acredito que promover este tipo de tendência demonstra um desprezo pelo próprio idioma. Acho que vale o esforço de tentar frear isso.